Home / Câmeras Digitais / Câmera Digital: Fuji X100 tem qualidade surpreendente

Câmera Digital: Fuji X100 tem qualidade surpreendente

Baseada nas antigas câmeras rangefinder, a FinePix X100, da Fujifilm, é de cair o queixo. Não só pelo design, mas também pelo desempenho nas altas sensibilidades ISO. Em testes, a Fuji X100 trabalhou usando um oitavo da luz demandada por uma compacta convencional e mantendo qualidade semelhante. Isso se deve principalmente ao seu sensor (chip substituto do filme fotográfico), cujo tamanho é o mesmo do empregado em câmeras profissionais. A lente, apesar da ótima abertura (f/2), não é intercambiável nem tem zoom. As fotografias podem ter formato JPG ou RAW, enquanto o vídeo filmado com autofoco vira um MOV de resolução 720p e áudio estéreo. Ainda que a ergonomia não seja o ponto forte da X100, sua construção robusta passa a sensação de segurança durante o manuseio. O visual da máquina remete ao passado ao mesmo tempo que seu visor ocular inova: com três modos de operação, permite ao fotógrafo escolher entre visão ótica, eletrônica ou a mistura das duas, quando há sobreposição de informações digitais na imagem analógica. Esta Fuji vem embalada como uma joia, mas por 4.999 reais não esperávamos o contrário.

O sensor da X100, um CMOS APS-C (modificado) de 12,3 megapixels, é a grande estrela dessa câmera. A qualidade das imagens captadas é igual ou superior (em vários casos) à maioria das câmeras DSLR testadas pelo INFOlab. A definição das imagens é muito boa e as cores muito fiéis. Outra característica resultante do sensor é a baixa granulação, mesmo em valores altos de ISO (de 100 a 12.800). A câmera também é muito veloz. Nos testes do INFOlab, a X100 registrou uma imagem em 0,03 segundos (média entre 10 medições). Uma de suas concorrentes, a Leica X1, registrou em 0,17 segundos (quase 6 vezes mais lenta)

Como já dito anteriormente, a lente Fujinon desse modelo é fixa, não oferecendo zoom. Para amenizar esse problema (sério, já que a lente não é cambiável), a costrução do diafragma conta com 9 lâminas, o que traz resultados melhores durante o foco e desfoque proposital. A distorção geométrica (efeito barril) é imperceptível. Há uma leve aberração cromática (leve contaminação vermelha nos cantos). O obturador é preparado para receber disparador remoto (há uma rosca para retirar um pino do miolo do disparador e conectar o externo).

A gravação em vídeo, infelizmente, é limitada a 720p a 24 quadros por segundo. Mesmo oferecendo uma qualidade superior para a categoria, esperávamos gravação em 1080p a 30 fps. No entanto, mesmo limitada a 1.280 por 720 pixels, a qualidade final da filmagem é muito boa, graças aos recursos já citados (sensor e lente).

Para não desapontar, a X100 permite ajustes manuais como em qualquer máquina reflex, com as opções Programa, Automático, Prioridade de Obturador e Abertura (com configuração no anel do obturador e no anel de abertura da objetiva). Também estão presentes detector de face, estabilizador óptico, sensor de orientação e acelerômetro. Para armazenar as capturas ela conta com entrada para cartões SD, SDHC e SDXC. Há também filtros equivalentes a filmes antigos fabricados pela Fuji: PROVIA, Velvia e ASTIA, além de P&B.

O LCD de 2,8 polegadas oferece excelente ângulo de visão, cores e brilho muito bons. As imagens são carregadas rapidamente. Há dois modos de informação no LCD. Um serve como auxílio para quando se usa o visor ocular para enquadramento, um personalizado com direito a infinitas informações (inclusive horizonte virtual, foco, histograma, memória, exposição). Há um visor ocular inovador, com três modos de operação: analógico, digital e híbrido, quando a imagem ótica é sobreposta por uma camada digital de informações.

  • Preço:

R$ 4.999

  • Ficha Técnica:

2,3 Mp, Lente fixa (35 mm), filmagem em 720p, tela LCD de 2,8”  e 440 g

  • Nota:

8,5

  • Saiba mais sobre a Fuji X100:

About admin

Check Also

Tecnologia, o que é destaque na primeira semana de novembro

O que é destaque no mundo da Tecnologia na primeira semana de novembro. Graças à …

Deixe uma resposta